Cresce o número de consultas ao SCPC
16/07/2019
Alessandra de Oliveira Segura Pereira, gerente da associação comercial avalia movimentação das consultas ao SCPC
Seis meses do ano marcam crescimento no número de consultas ao banco de dados do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) da Associação Comercial e Industrial de Bastos, o que demonstra, segundo o presidente da entidade, José Claudio Caldeira, uma maior preocupação com a inadimplência, quando o comerciante passa a buscar informações cadastrais do cliente antes de conceder o crédito. “A informação sempre será a principal arma contra a inadimplência”, afirmou o dirigente satisfeito com a conscientização do lojista neste sentido, estando mais preocupado com a inadimplência. “É rápido, fácil e seguro”, disse o dirigente que acredita haver crescimento no número de consultas em seis meses do ano, dos sete analisados. “O crescimento médio de 1,22% nos sete meses é importante, além de que somente em janeiro foi queda”, disse o presidente ao ver a estatística mensal.
Os números são positivos em geral nas consultas ao SCPC (1,12%), nas consultas sobre os cheques houve queda de 0,83% e nas consultas jurídicas crescimento de 1,03%. “Em todos eles houve uma grande movimentação nas consultas, ou seja, a preocupação do lojista está sendo geral e procurando informação antes de vender”, disse José Claudio Caldeira que considera importante esse tipo de comportamento por parte do comerciante, uma vez que, a inadimplência é um perigo para as empresas e precisa ser monitorado constantemente. “Em todos os meses do ano os números são elevados, principalmente no mês de fevereiro, que foi o melhor deles, quando realmente o comércio começa a funcionar”, falou ao lembrar que este ano o Carnaval foi celebrado em março, mas mesmo assim, o mês de fevereiro foi melhor quanto as consultas ao banco de dados do SCPC. “E o mês de janeiro o pior deles”, falou com naturalidade.
Foram realizadas 7.354 consultas ao SCPC da Associação Comercial e Industrial de Bastos, diante das 6.592 consultas realizadas no ano passado. Somente no mês de fevereiro foram realizadas 1.456 consultas, o terceiro melhor índice do ano, sendo superado pelo mês de abril com 1.459 consultas e o mês de maio com 1.614 consultas cadastrais. “É que no comparativo com o ano anterior, o mês de fevereiro este ano foi maior”, justificou Alessandra de Oliveira Segura Pereira, gerente administrativa da associação comercial de Bastos. “Esse crescimento se deve a situação econômica que vivemos, em que a preocupação de vender e não receber é grande, pois, o prejuízo é muito maior do que apenas não receber”, disse a dirigente ao lembrar que na inadimplência o lojista compra o produto, paga imposto, paga comissão de vendas e no final, fica sem receber o dinheiro e sem o produto.
As consultas sobre a emissão de cheques também chamou a atenção, por ser um hábito que vem sendo superado pelas vendas com cartões de crédito, débito e benefícios. Nos sete meses do ano a média de consultas caiu no comparativo com o ano anterior. Foram realizadas 160 consultas sobre emissão de cheques este ano, diante das 193 realizadas no mesmo período do ano passado. “Esse tipo de consulta é importante pra saber se o cheque é roubado, furtado, adulterado ou se está regularizado”, comentou Alessandra de Oliveira Segura Pereira que acredita na diminuição do uso, mas no aumento da consulta. “Ainda uma prática muito utilizada”, defendeu ao ver nas consultas jurídicas (entre empresas) um crescimento de 1,03% com 289 consultas realizadas este ano, diante das 281 consultas realizadas no ano passado. “Essa informação é específica sobre o CNPJ, mostrando a solidez da empresa em que se negocia”, explicou a gerente administrativa da associação comercial de Bastos.

FOTOS
ACIB ASSOCIADOS BENEFÍCIOS CALENDÁRIO EVENTOS NOTÍCIAS CONTATO
Copyright © | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS