Diretoria busca alternativas para o trânsito e outras ações
17/02/2020
Visitas nas cidades de Garça e Pompeia trouxeram mais subsídios de melhoria para a cidade de Bastos
A diretoria da Associação Comercial e Industrial de Bastos está iniciando uma série de estudos no sentido de incrementar as atividades que vem desenvolvendo no comércio bastense. Visitas em outras associações comerciais da região aconteceram no sentido de trocar experiências e conhecer alternativas nas áreas de: gestão, cursos, promoção, trânsito, serviços, conselhos, palestras e parcerias. “Já realizamos muitas destas ações, mas queremos conhecer mais e ter mais alternativas para a melhoria de nossas atividades”, disse o presidente da associação comercial de Bastos, José Claudio Caldeira, que esteve visitando as cidades de Garça e Pompeia para os primeiros estudos. “Vamos visitar pessoalmente alguns lugares para ver o que se está fazendo a mais do que já fazemos”, frisou o dirigente que pretende visitar outras cidades do centro-oeste paulista.
 
Nos encontros que promoveu em Garça e Pompeia, José Claudio Caldeira conversou pessoalmente com os presidentes João Galhardo e Rinaldo José Traskini, respectivamente, principalmente no que se refere a situação das vagas de estacionamento no centro comercial. “Esse é um problema crônico em Bastos e precisamos tomar uma atitude”, disse ao ouvir atentamente as situação das duas cidades que são mais próximas da realidade de Bastos. “O problema é semelhante, afinal, as vagas são limitadas e não existe uma disciplina quanto a isso”, lamentou ao apontar a falta de bom senso dos motoristas neste sentido. “Não se consegue fazer um rodizio, pois, o motorista estaciona o carro no centro comercial, muitas vezes ficando o dia todo com a vaga ocupada”, comentou ao verificar o mesmo problema nas duas cidades.
 
A criação de um sistema de Zona Azul, como tem na cidade de Garça, é algo que deve ser estudado pela diretoria de Bastos, porém, não é a melhor das alternativas diante das questões trabalhistas, e da necessidade de uma instituição responsável pela capacitação dos jovens e administração da Zona Azul. “Talvez exista algo mais prático e menos arriscado”, disse em tom se insegurança o presidente da Associação Comercial e Industrial de Bastos ao verificar que em Pompeia tem o mesmo problema que Bastos. “Também não tem Zona Azul e normalmente comerciantes e comerciários são os que ocupam a maioria das vagas o dia todo”, reclamou ao verificar o sistema eletrônico como sendo viável pelo baixo custo operacional e riscos financeiros menores. “Ainda vamos conhecer outras situações como os parquímetros e até geoprocessamento”, comentou José Claudio Caldeira que esteve acompanhado de Alessandra de Oliveira Segura Pereira e Mayara Portugal Costa.
 
Outro assunto que foi bastante dedicado nos encontros realizados foi quanto as campanhas com sorteio de prêmios. Tanto Garça quanto Pompeia, realizam as campanhas de forma distintas. Em Garça a participação do comerciante é gratuita, enquanto que em Pompeia são muitos brindes envolvidos, além dos prêmios principais. “Dois modelos muito bons que poderemos adotar em Bastos, principalmente com o maior envolvimento dos associados, já que os vales compra são bem atrativos em Bastos”, falou o dirigente que manterá as campanhas promocionais e poderá acrescentar algumas novidades nas próximas atividades. “Os brindes são atrativos que podem chamar a atenção com mais consumidores sendo beneficiados”, opinou ao estudar a viabilidade de fazer algo neste sentido. 

FOTOS
ACIB ASSOCIADOS BENEFÍCIOS CALENDÁRIO EVENTOS NOTÍCIAS CONTATO
Copyright © | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS